Aviso Prévio de greve

A Plataforma de Organizações Sindicais da qual o SIOFA faz parte, apresentou hoje 23 de Fevereiro de 2018 um Pré-aviso de greve para o próximo dia 12 de Março no grupo IP.

O presente pré-aviso de greve consiste na abstenção de prestação de todo e qualquer trabalho e constitui último recurso dos trabalhadores que lutam:

– Pelo aumento intercalar dos salários nos termos da proposta sindical

– Pela aplicação do IRCT da IP, SA, a todos os trabalhadores, independentemente da manutenção do vínculo.

Ver o Documento

Contraproposta das ORTs ao ACT entregue em 28 de Setembro de 2017

Consulte a Contraproposta de ACT das ORTs aqui.

Compromisso perante os trabalhadores da IP
Perante o cenário desigual e cada vez mais discriminatório entre os trabalhadores da Infraestruturas
de Portugal. com uma realidade muito diferente entre os oriundos das estradas e da ferrovia, tomou-se
necessário exigir da empresa a resolução deste impasse.
Numa empresa em que existem diversos regimes laborais com muitas diferenças entre salários e direitos, a fusão da REFER com a Estradas de Portugal de que resultou a IP nunca foi um sucesso e jamais está a servir os interesses dos trabalhadores.

Já vinha a ser uma exigência das ORT’s a abertura da negociação coletiva e o alargamento aos trabalhadores da IP e suas Participadas dum Acordo Coletivo de Trabalho que sirva todos os que trabalham no universo IP, que minimize as diferenças dos direitos e valorize mais os salários.
Perante este cenário, a IP. viu-se na obrigação de fazer uma proposta de revisão do AE para a negociar com as organizações sindicais.

Como é do conhecimento de todos, a proposta avançada pela empresa é um ataque aos direitos e um atestado de incompetência passado em branco a quem não tem culpa nenhuma neste processo de fusão, que são os trabalhadores. Essa proposta foi entregue aos sindicatos com a finalidade de se avançar com reuniões de discussão bilaterais, dividindo-os com o objetivo de reduzir e o poder reivindicativo.

A Comissão de Trabalhadores não podia ficar de braços cruzados e deixar que a empresa levasse avante as suas pretensões prejudicando deliberadamente todo o
processo negocial e por isso tomou a iniciativa de convidar todas as ORT’s envolvidas nas negociações para que, sentados à mesma mesa, pudéssemos desenvolver esforços no sentido de apresentar uma contra-proposta comum de Acordo à empresa, que fosse ao encontro das exigências e aspirações dos trabalhadores.

Passados quase cinco meses de reuniões e encontros conjuntos promovidos pela CT, foi possível um entendimento conjunto para apresentar uma contra-proposta séria,responsável e construtiva que sirva  de base à negociação sindical e que promova a
ação conjunta na defesa deste documento. A CT congratula-se com o trabalho e empenho por todos mostrado.

As organizaçoes sindicais que apresentam esta contra-proposta de Acordo à empresa, assumem perante os trabalhadores o compromisso de:

– Tomar a defesa clara e firme daquilo que é proposto no documento;
– Haver uma lealdade e atitude séria entre todos, continuando a promover a resposta
convergente face àquilo que é negociado ou contraproposto pela empresa;
– Não deixar cair por terra as reivindicações comuns agora apresentadas a
troco duma qualquer negociação parcial que vá contra o que é defendido;
– Participar em futuras reuniões que possam ser organizadas para avaliação do ponto de
situação da negociação e para ponderação das formas de luta a desenvolver até   alcançar as justas reivindicações dos trabalhadores da IP.

Pragal, 28 de Setembro de 2017
As Organizações Sindicais signatárias:

COMUNICADO CONJUNTO DOS SINDICATOS

DA UNIDADE E FIRMEZA DOS SINDICATOS NASCE UM NOVO PASSO PARA UM MELHOR ACT

As estruturas sindicais subscritoras do ACT, entregue à empresa no dia 28 de Setembro para dar início às negociações, reuniram no passado dia 29 de Novembro e aprovaram, por unanimidade, um documento com as conclusões dessa reunião que foi enviado, no dia seguinte, ao Presidente da IP. Nesse documento, as estruturas sindicais exigiam que se começassem as reuniões de negociação do ACT numa plataforma de entendimento entre as partes e tendo por base a contraproposta entregue pelos sindicatos signatários e não o documento que foi entregue pela Empresa. Informou-se também o Conselho de Administração que as estruturas sindicais se deslocariam à sede da IP, no Pragal, no dia 6 de Dezembro, pelas 11 horas, a fim de serem recebidas pelo mesmo para verem atendidas as suas pretensões. Assim, as estruturas sindicais signatárias do ACT e deste comunicado conjunto, deslocaramse nesse dia à sede da empresa e reuniram com o Presidente da IP, sobre o processo negocial. Como resultado desta reunião, as estruturas sindicais valorizam o facto de o Presidente da IP, juntamente com o CH, terem recebido os sindicatos mais representativos dos trabalhadores para dar início à negociação do ACT e ter aceite que esta se concretize em reuniões conjuntas das estruturas subscritoras e com base na contraproposta sindical. As Organizações Sindicais subscritoras da contraproposta de ACT, congratulam-se com o espírito de unidade e firmeza demonstrados nesta fase do processo, fundamentais para o alcançado na reunião com o Presidente da IP,SA. Conseguiu-se aqui um primeiro pequeno passo para garantir o trabalho com direitos e a melhoria das condições de vida dos trabalhadores desta Empresa. As estruturas sindicais subscritoras da contraproposta de ACT, reúnem no dia 20 para trabalhar em conjunto a proposta do Regulamento de Carreiras e exortam os trabalhadores da IP, SA, a reforçarem a sua unidade e a sua organização, na luta pelo Acordo Coletivo de Trabalho.

Dez/2017

As ORT’s Signatárias da Contraproposta de ACT:

ASCEF; FECTRANS; FNSTFPS; FENTCOP; SINFA; SINFB; SIOFA; SNTSF; SINAFE; SINDEFER; SINTAP; SNAQ; STFERROVIÁRIOS;

Mensagem do Presidente da IP, SA.

                                                                                               Mensagem do presidente da I.P.- SA.

18 mil dias de histórias e memórias da Ponte 25 de Abril que, além de ser uma obra emblemática e excecional de engenharia, é um caminho para diversos Destinos, Encontros e Reencontros.

Conteúdo da Página

​Durante este ano e, no âmbito das comemorações dos 50 anos da Ponte 25 de Abril, muitas foram as iniciativas de evocação dos seus 18 mil dias de existência. Uma delas, em julho passado, foi o encontro dos Urban Sketchers Portugal com a Ponte. Desta iniciativa, resultaram vários desenhos de autor, com perspetivas diferentes desta excecional obra de engenharia, recolhidas de diferentes locais de observação.

Outra das iniciativas presentes no programa comemorativo, é a parceria com os Correios de Portugal na produção de uma edição limitada de um Inteiro Postal e respetivo Carimbo.

Ora, nada melhor que potenciar as sinergias e refletir, com a imagem do Postal, um dos desenhos magníficos dos Urban Sketchers. Com o acordo da autora, Catarina de Azevedo Torres, eis então que nasce esta edição de colecionador do Inteiro Postal da Ponte 25 de Abril.

Com o calendário a aproximar-se do fim do ano de 2016, a Ponte virá agora ao nosso Encontro, na forma de Bilhete Postal, numa edição limitada, cumprindo a sua função histórica de transportar palavras, desta feita a Mensagem de Natal do nosso Presidente do Conselho de Administração, António Laranjo.

Boas Festas e próspero 2018

O Siofa deseja a todos um Santo e Feliz Natal e um próspero ano de 2018. 🙂

santo-natal_ch